RedePsi - Psicologia

Dicionário

borderline

A personalidade "borderline" (fronteiriça=limítrofe) diz respeito a uma, hoje aceita, entidade clínica que apresenta características comuns tanto à normalidade como a graves neuroses, estados pré-psicóticos e psicoses. O paciente, habitualmente, mantém-se o mesmo durante toda a vida, sendo notoriamente estável em sua instabilidade. O que chama a atenção para a personalidade "borderline", além dos sintomas que pertencem a outras entidades nosológicas psiquiátricas é, sobretudo, sua falta de emoções, sentimentos e afetividade, características de um severo transtorno de personalidade. São, geralmente, pacientes que sofrem de alterações que afetam todas as áreas da personalidade, em especial a do relacionamento humano, a empatia, identificação, trabalho, sexo, capacidade de apreciar e sentir prazer e o sentido dos ideais, valores e objetivos sociais. Falta-lhes a integração social da personalidade. Podem ser incluídos, pelos sintomas, no diagnóstico de diversas doenças mentais, como a esquizofrenia, a transtorno afetivo bipolar, a paranóia, a personalidade psicopática anti-social e outras tantas, constituindo, todavia, um grupo à parte, de difícil manejamento e terapia. Esta tem de ser totalmente orientada no sentido de fortalecer e desenvolver o ego dos pacientes. As famílias merecem uma orientação extremada.

Acesso à Plataforma

Assine a nossa Newsletter