MAUDSLEY, Henry (1835-1918)

Maudsley nasceu em Rome, pequena locali­dade dos arredores de Settle (Yorkshire), a 5 de fevereiro de 1835. Estudou na Universi­dade de Londres, onde obteve em 1856 o diploma de bacharel em medicina, com uma medalha de ouro de cirurgia, e o seu douto­rado no ano seguinte. Sua designação como médico residente para o Asilo de Alienados de Manchester o desviou da sua vocação cirúrgica inicial, mas sempre conservaria uma visão muito "somática" da doença men­tal, que considerava como um fracasso dos processos nervosos de adaptação, posição que se expressava particularmente no seu livro Fisiologia e patologia do espírito, pu­blicado em 1867. Médico do West London Hospital, membro do Colégio Real de Medi­cina de Londres, professor de medicina legal no Univesity College, aposentou-se em 1903 e conheceria então a celebridade.

Com efeito, alguns anos antes, as autori­dades do condado de Londres, tomando consciência do arcaísmo do tratamento dos doentes mentais, se pronunciaram pela cria­ção de um estabelecimento capaz de um trabalho terapêutico mais eficiente. A primei­ra conseqüência disso foi a abertura, no Clay­bury Asylum, de um laboratório central, que foi confiado a Frederick Mott. Essa medida não satisfazia Mott, que seduzido pelo mode­lo da clínica universitária de Kraepelin, que ele conhecia, insistia na utilidade de cuidados precoces, prestados em um estabelecimento que não tivesse o clima de um asilo. Persua­diu Maudsley a aderir ao seu ponto de vista. Em 1908, este, não tendo descendência, acei­tou deixar em testamento 30 mil libras es­terlinas, destinadas a essa criação. Tradicio­nalmente, nenhuma administração tem pres­sa, quando se trata de tomar medidas neces­sárias. Assim, foi preciso que Maudsley ameaçasse anular a sua doação, para que o novo hospital fosse autorizado a sair do papel em 1913. Em fins de 1914, estava terminado e o laboratório de Mott foi transferido para lá em 1916, mas as circunstâncias fizeram com que o estabelecimento se dedicasse às neu­roses de guerra. Oficialmente inaugurado em janeiro de 1923, o Maudsley Hospital pôde enfim consagrar-se à sua missão inicial: o acolhimento aos pacientes que viessem es­pontaneamente procurar tratamento. Essa so­lução era tão nova na Inglaterra quanto na França, onde, em Toulouse, no mesmo mo­mento, abria-se o Hospital Henri-Rousselle.

Henry Maudsley tinha falecido cinco anos antes, a 23 de janeiro de 1918.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.